Toc transexual

  • Este debate está vacío.

Toc transexual

  • mercedessosa
    Participante
    Offline
    Registro: 29 julio 2018
    Temas: 1
    Respuestas: 4

    Primeiro queria parabenizar o site, pois só encontrei pessoas com os mesmos dilemas nesse foro.
    Vou contar minha história: Tive uma infância difícil e sempre fui uma criança reservada e observadora.  Sofri abusos por parte de um tio quando criança. Porém segui a minha vida normalmente até  17 anos, quando tive minha primeira crise.
      Fui ao psicólogo e depois ao psiquiatra. Me sentia muito triste e com um enorme desconforto causado pela ansiedade. Não conseguia dormir e via o mundo em câmera lenta, como se algo me separasse do mundo e não conseguia ficar alegre e ter o entusiasmo de uma garota que esta prestes a entrar na faculdade. Tomei alguns medicamentos, que inclusive causaram o sintomas de despersonalização, foi uma época difícil. Entre esse período foi bem difícil.
        Aos meus 23 anos tive uma crise muito forte, porem agora era diferente… De um dia para o outro achei que todas as minhas mesagens estavam sendo vigiadas e que existia um grande comrpo contra mim, que as pessoas me mandavam indiretas pelo facebook aliado. Perdi a noção.
            Li um livro de psicologia que falava sobre desenvolver e expressar o gênero masculino e diante de todo esse quadro fiquei com um medo insuportável de querer ser um homem .
            Tinha minhas obsessões, por exemplo se tocava uma musica falando de determinada coisa sentia que estava me transformando num homem ou que teria que fazer isso. Passei um ano com todos esses sintomas. Sai do trabalho com todos me achando a maior louco pq simplesmente minha paranoia não deixava eu ser uma pessoa normal. O tempo passou …fiz tratamento e melhorei. Vivi de novo uma vida normal, evitava alguns lugares e pessoas que me faziam recordar da crise. Tive várias pequenas crises que duravam um dia e depois passavam. Simplesmente tem uma parte da vida que não lembro. Mas todas essas ideias passaram. Para resumir o meu caso de hoje, Aos 28 anos conheci meu namorado, foi o grande amor da minha vida. Consegui um emprego de professora de ciências, era uma boa professora mas tinha varias angustias era extremamanete perfeccionista e alguns dias a síndrome de perseguição aparecia, mas consegui controlar bem.  Mas o que queria falar mesmo e dessa ultima crise que foi a mais sofrida. Não me lembro bem como começou…
          Começou com um pensamento insistente de que era um homem e sentei no banco da escola e pensei, como vou falar isso pro amor da minha vida. Aliado a isso eu tinha a síndrome de perseguição como se eu fosse alguém muito importante no cenário politico brasileiro. Imagina era uma bagunça e uma situação insuportável pra mim e pros que me acompanhavam de perto, apesar de não falar nada dos sintomas eles me viam transtornada. Abandonei o emprego. Passei  dias sem dormir e com alucinações e oque mais me machucava era o pensamento que era transexual. Acho que chegou a ser uma compulsão que tomava todo o meu tempo procurando casos de pessoas que faziam a cirurgia. Dividi esse pensamento com meu psicólogo e com uma amiga que dizeram não achar que  não seria o meu caso. Os dias passaram e vive esse inferno por cerca de 5 meses. Ate que as alucinações pioraram e num dia voltando para casa com meu namorado numa rodovia veio o pensamento que para me livrar da cadeia e de um sentimento que não suportava deveria me jogar do carro em movimento. E fiz isso. Não sei detalhes do acidente. Sei que acordei em um hospital psiquiátrico e por la fiquei por um mês.  Os machucados foram graves porem hoje três meses depois so são cicatrizes. Como estou hoje? Tem dias bons e dias ruins, voltar pra casa foi um grande desafio. Rever as pessoas foi difícil tbm. Não tenho mais os pensamentos de que tudo esta sendo vigiado, porem no começo não podia ver uma figura masculina que logo pensava quando for um homem serei assim. Não conseguia nem ver meu irmão. Hoje me trato com a psiquiatra que diz que finalmente tenho toc magico. Não falei desse pensamento de ser um homem. Poxa tem dias que são muito tristes, pois se estou com meus amigos logo penso sera que sou um homem? Meu namorado, o amor da minha vida nunca vai me aceitar. Se eu for um homem vou estuprar alguém. Hoje tomo medicação. A ansiedade diminuiu, mas a dúvida persiste e não me deixa ser feliz por completo. Gostavaantes de tudo de me arrumar, de fazer meus namorado feliz adorava minha aparência, embora não seja uma modelo.  Os sentimentos do toc podem ser tão intesos que parecem ser uma verdade? Essa é minha pergunta

    0
    Leo Vitali
    SuperAdmin
    Offline
    Registro: 24 agosto 2012
    Temas: 454
    Respuestas: 3951

    Como te dije, no entiendo casi nada. Palabras sueltas.
    De lo poco que he podido entender te recomiendo que leas este tema:
    https://www.forotoc.com/presentaciones/pensamientos-intrusivos-sexuales-y-motivacion-para-salir-de-esto/

    Si entiendes algo de Español (que entiendo que sí tienes cierto conocimiento, porque sino, no escribirias en este foro en español), seguramente te sirva bastante. Ese caso es prácticamente idéntico al tuyo.

    Es un error capital lanzar teorías antes de poseer datos. Por naturaleza uno comienza a alterar los hechos para encajarlos en las teorías, en lugar encajar las teorías con los hechos. Sir Arthur Conan Doyle

    0
    mercedessosa
    Participante
    Offline
    Registro: 29 julio 2018
    Temas: 1
    Respuestas: 4

    He leído el caso, pero no es similar al mío. En realidad creo que soy transexual. Continuaré informándome por el foro. Agradezco la respuesta. Entiendo un poco de español. he de escribir en español, por no entender mucho, se haría peor para la comprensión.

    0
    Leo Vitali
    SuperAdmin
    Offline
    Registro: 24 agosto 2012
    Temas: 454
    Respuestas: 3951

    ¿Entonces si eres transexual que problema hay?

    Es un error capital lanzar teorías antes de poseer datos. Por naturaleza uno comienza a alterar los hechos para encajarlos en las teorías, en lugar encajar las teorías con los hechos. Sir Arthur Conan Doyle

    0
    mercedessosa
    Participante
    Offline
    Registro: 29 julio 2018
    Temas: 1
    Respuestas: 4

    No soy transexual, sólo tengo ese pensamiento que podría ser. Y eso me duele mucho al punto de haber intentado el suizo saltando de un coche. Y tengo esa duda persistente en mis sentimientos

    0
Viendo 5 entradas - de la 1 a la 5 (de un total de 5)

Debes estar registrado para responder a este debate.